Tecnologia de pavimentação: nós mesmos fazemos caminhos perfeitos

Para que a superfície pavimentada com pedras de pavimentação cumpra os parâmetros técnicos e estéticos previstos, é necessário cumprir claramente os requisitos tecnológicos em cada fase de instalação. A violação da tecnologia de pavimentação leva a danos aos elementos de concreto, instabilidade da superfície e rápida deterioração. O cumprimento dessas instruções e dicas simples garantirá uma operação de longo prazo e uma visão adequada da área da ponte equipada..

Tecnologia de pavimentação

Adendo.Sobre uma superfície destinada à pavimentação, é imprescindível verificar o estado do solo e, na execução de objetos com cargas significativas, deverá ser realizado um estudo geotécnico completo da superfície. Neste caso, o estado do solo é determinado pelo geólogo, cabendo ao projetista da obra escolher os tipos de estruturas e as comunicações correspondentes..

Etapa 1. Projeto

A primeira etapa do processo de assentamento de lajes é a elaboração de um projeto, que deve conter:

  • o tamanho do local de pavimentação;
  • determinar a carga superficial;
  • condições de drenagem (encostas longitudinais e transversais);
  • tipo de pedra de pavimentação, sua configuração, cores e quantidade, plano de pavimentação e método de instalação.

Tecnologia de pavimentação

A implementação do projeto deve começar com trabalhos de geodésica e medição, nos quais o território é desmembrado e seus níveis são determinados. Nos pontos de jogo, pinos ou pinos de metal são cravados no solo, indicando o nível em que a superfície será localizada. Um fio é puxado por essas marcas, o que determina a localização da borda superior das pedras de pavimentação ou meios-fios..

Etapa 2. Preparação da área

Para preparar a área para pavimentação, é necessário retirar a camada superior de húmus e solo fértil do local de pavimentação. Recomenda-se determinar a profundidade da escavação, levando em consideração a espessura das pedras do pavimento e a base da mesma. Como regra, deve estar na faixa de 25–65 cm. Se o solo no fundo da cova escavada for instável, o solo deve ser compactado adicionalmente. Você também deve limpar a cobertura do solo de raízes e resíduos de plantas..

Tecnologia de pavimentação

Se sob a camada fértil removida houver camadas de solo que não são permeáveis ​​ao escoamento, por exemplo, camadas espessas contendo húmus de chernozem, argila plástica ou marga, é necessário aumentar a profundidade de escavação até que sejam alcançados solos estáveis. No caso de aumento significativo da profundidade da cava, ao invés de solo excessivamente removido, pode-se preencher brita ou outro solo com melhores propriedades.

Ao cavar um buraco, é muito importante determinar o nível do lençol freático. Quando estiver acima do nível de assentamento da base sob as pedras do pavimento, é necessário baixá-la realizando trabalhos de drenagem. Em áreas pequenas, a segunda etapa pode ser feita manualmente, em áreas grandes usando máquinas como escavadeiras, raspadores e niveladoras.

Estágio 3. Perfil de território

Nesta fase, é necessário combinar o desenho da configuração da superfície (curvas, arredondamentos, intersecções) no que diz respeito ao nível das superfícies e declives. Certifique-se de levar em consideração as características naturais do objeto, sua paisagem.

Tecnologia de pavimentação

A inclinação da superfície é projetada dependendo dos canos de esgoto, mas é recomendado torná-la na faixa de 2,5–4,0%, o que corresponde a uma inclinação de 2,5–4 cm por metro de comprimento. A camada de primer é nivelada com uma camada de areia grossa de até 10 mm de espessura. Em seguida, é realizada a vibrocompactação do fundo nivelado da cava. O processo de nivelamento e calçamento do solo é de grande importância para a formação da futura superfície, sua drenagem e estabilidade, portanto, requer ações cuidadosas e qualificadas..

Etapa 4. Enquadramento da superfície

Dependendo da finalidade da pavimentação e da carga planejada na superfície, os limites da cava são determinados e fixados por meio-fio, meio-fio (inclusive de jardim) ou paliçada, entre os quais as pedras de pavimentação serão encerradas. Os meios-fios evitam diferenças na superfície pavimentada, reforçando as bordas e mantendo a forma.

Tecnologia de pavimentação

Esses produtos de concreto são instalados sobre uma base de concreto semi-seco com uma folga de cerca de 3 mm entre os elementos individuais. As costuras não são preenchidas.

Estágio 5. Dispositivo de base

A chave para o correto assentamento de pedras de pavimentação é a formação de uma base confiável sobre o solo previamente nivelado e compactado. Se a fundação não corresponder ao projeto, as pedras do pavimento não suportarão certas cargas e tal pavimentação será instável e terá vida curta. O material de base é cascalho ou brita de fração de 5-40 mm, que é colocada em camadas de 10-15 cm de espessura. Em seguida, cada uma delas é cuidadosamente compactada (aproximadamente 20% da espessura original) para garantir a resistência e resistência adequadas da base em operação.

Tecnologia de pavimentação

Na base da camada superior, deve-se usar um material de uma fração de valor intermediário entre o tamanho do grão do aterro e a base. Este método irá eliminar a mistura do aterro com as camadas inferiores durante a operação das pedras de pavimentação e o possível afundamento dos ladrilhos e movimento das juntas como resultado. A espessura da base depende, em primeiro lugar, da finalidade da superfície e das cargas planejadas. Para pavimentar áreas adjacentes, calçadas ou caminhos, uma base de 20 cm é suficiente, e as superfícies projetadas para tráfego constante exigem uma base com espessura de pelo menos 30-45 cm. A escolha da espessura da base também é influenciada pelos resultados dos estudos das propriedades do solo sobre o qual é colocada. Portanto, solos viscosos (como argila) requerem uma base espessa.

Etapa 6. Preparação da camada de cama

Acima da base deve haver uma camada de montagem da cama. A peneira de pedra triturada da fração 0-4 mm ou areia peneirada da fração 0-7 mm serve como base. Não é recomendado o uso de uma mistura de cimento-areia para o dispositivo de enchimento. Independentemente das cargas operacionais e do tipo de pedras de pavimentação, a espessura do aterro após a compactação deve ser entre três e cinco centímetros. O aterro deve ser nivelado de forma que as pedras de pavimentação colocadas nele fiquem aproximadamente 1 cm acima do nível planejado.

Tecnologia de pavimentação

Tais ações permitem que a compactação para nivelar a diferença permissível insignificante em alturas de ladrilhos individuais. A compactação final do aterro é realizada somente após o assentamento das pedras de pavimentação com placa vibratória com almofada de borracha.

Tecnologia de pavimentação

Etapa 7. Colocação de pedras de pavimentação

Para não danificar o leito preparado, a pavimentação começa a partir dos meios-fios instalados e, para o assentamento das filas subsequentes, pode-se utilizar a superfície pavimentada como suporte. A direção do movimento é da borda do território ao centro. O assentamento de cada fileira de ladrilhos deve ser controlado com cordão para se conseguir uma distribuição uniforme dos ladrilhos na área..

Tecnologia de pavimentação

Em áreas destinadas ao tráfego constante de veículos, os ladrilhos são colocados em um ângulo em relação à direção de deslocamento. Essa pavimentação diagonal proporciona uma distribuição mais uniforme da carga em cada elemento de concreto, tornando a superfície mais estável. Também reduz o nível de ruído das rodas. Nas bordas da área de pavimentação, ou seja, no limite da junção dos elementos de pavimentação e lancis, os ladrilhos devem ser cortados uniformemente com uma serra especial para que se encaixem bem no meio-fio e tenham um aspecto estético adequado. As pedras de pavimentação não devem ser cortadas mais da metade.

Tecnologia de pavimentação

Devido às peculiaridades da tecnologia de produção de lajes de pavimentação e ao uso de materiais naturais, podem ocorrer desvios nas cores de cada elemento de pavimentação. Para que não haja diferença perceptível em tonalidades da mesma cor na superfície do pavimento (especialmente no caso de uma grande área), recomendamos colocar o pavimento simultaneamente a partir de pelo menos três paletes.

Tecnologia de pavimentação

Etapa 8. Preenchendo as juntas

Após a colocação dos ladrilhos, as juntas são preenchidas. O material para estes fins deve ser selecionado de forma a garantir a transferência mútua elástica da carga entre os elementos de concreto. Recomendamos o uso de areia lavada a seco (sem impurezas) da fração 0–2 mm. A areia grossa pode ficar presa e preencher as juntas de maneira desigual, e a presença de impurezas (como argila) pode causar manchas na superfície das pedras do pavimento. O excesso de areia após o rejuntamento é eliminado antes da compactação por vibração da superfície e, se necessário, preencha as lacunas resultantes. É permitido o enchimento múltiplo das juntas com rega simultânea, o que facilita e acelera este processo.

Tecnologia de pavimentação

Atenção especial deve ser dada à observância dos intervalos necessários entre as pedras do calçamento. Ao contrário da crença popular, as soleiras de distância nas superfícies laterais das unidades de pavimentação não determinam a largura das juntas..

Adendo.Para calçadas, caminhos e outras áreas de pedestres, as costuras devem ser de pelo menos 2-3 mm, e para estradas e seções destinadas ao tráfego, 3-5 mm. À medida que a obra avança, o pavimento deve ser nivelado; todos os desvios identificados na largura dos vãos requerem correção.

A presença de um intervalo entre os ladrilhos adjacentes permite que eles interajam entre si, contribui para a distribuição da carga. Além disso, as costuras neutralizam pequenos desvios permissíveis no tamanho dos elementos de concreto (até 2 mm) e compensam as mudanças dimensionais causadas por flutuações de temperatura. Se as pedras de pavimentação forem colocadas muito apertadas, o material de enchimento da junta não funcionará..

Tecnologia de pavimentação

Como resultado, sob a ação de cargas e condições climáticas, é possível a destruição de pedras de pavimentação, a formação de abrasões e fissuras nas bordas e cantos dos elementos de concreto. Freqüentemente, esses processos destrutivos começam e são perceptíveis imediatamente após a superfície pavimentada ser compactada. Assim, costuras de baixa qualidade são um dos motivos mais comuns para pavimentação inadequada e reclamações infundadas sobre a qualidade das pedras de pavimentação..

Etapa 9. Vedação de superfície vibratória

A superfície pavimentada deve ser compactada adicionalmente. Esse processo é realizado em pavimento seco e limpo por meio de máquina vibratória (aspirador) com almofada de borracha, que tem como função amortecer e proteger os ladrilhos. Na ausência de um forro, a placa vibratória pode arranhar e esfregar os elementos de concreto, e a areia das costuras pode penetrar na superfície porosa das pedras de pavimentação e formar manchas. A compactação por vibração do local é realizada uniformemente das bordas ao centro até que o nível de superfície planejado e a estabilidade dos elementos de concreto sejam alcançados. Depois disso, é possível reabastecer as juntas..

Tecnologia de pavimentação

Após a finalização de todos esses processos tecnológicos, a superfície do local, pavimentada com lajes, deve ser plana, lisa (sem saliências, depressões), estável, integral, com costuras da mesma largura. Uma superfície que atenda a esses requisitos está pronta para uso.

Avalie este artigo
( Ainda sem avaliações )
Adicione comentários

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: