Como instalar o sistema de treliça

O telhado é o elemento mais importante e complexo de qualquer edifício. As dificuldades começam já durante o trabalho de projeto, nomeadamente, na escolha da forma do telhado, o tipo de sistema de vigas, revestimento, isolamento, etc..

O processo de arranjo e instalação é muito responsável e demorado, pois está associado a trabalhos em arranha-céus, nos quais a questão da segurança é especialmente aguda.

Ao instalar a cobertura, √© imprescind√≠vel cumprir todos os requisitos e normas do fabricante, pois mesmo pequenos erros podem levar a graves consequ√™ncias no futuro (vazamentos do telhado, deforma√ß√Ķes e outros momentos desagrad√°veis).

Problemas muito grandes s√£o causados ‚Äč‚Äčpelo pr√≥prio processo de trabalho, visto que est√° associado a trabalhos em planos inclinados, e por experi√™ncia pr√≥pria, quero notar que √© imposs√≠vel trabalhar em telhados com inclina√ß√Ķes superiores a 30 graus sem tomar medidas adicionais.

Em termos de custo, a cobertura geralmente custa entre 30-40% do custo total de construção de uma caixa, portanto, vale a pena tratar esta etapa com os devidos cuidados e aprofundar em todas as nuances e sutilezas.

Tipos e formas de cobertura

Voc√™ deve come√ßar com o desenvolvimento de um projeto de projeto da casa. Atualmente, um computador √© freq√ľentemente usado para isso, uma vez que existe uma gama bastante grande de programas com os quais √© at√© poss√≠vel esbo√ßar um pequeno esbo√ßo por conta pr√≥pria e fazer altera√ß√Ķes a qualquer momento. Recomendo tentar desenhar todas as fachadas da casa e a forma do telhado, tendo analisado v√°rias op√ß√Ķes, e ent√£o entrar em contato com um arquiteto, tendo pelo menos layouts m√≠nimos, incluindo a localiza√ß√£o das janelas, portas, vistas externas das fachadas e o formato do telhado. Ao mesmo tempo, √© aconselh√°vel planejar a localiza√ß√£o das divis√≥rias internas, principalmente no andar do s√≥t√£o.

Como instalar o sistema de treliça
Representação esquemática das principais formas da cobertura

Existem v√°rios tipos de telhados em termos de forma, mas hoje quase ningu√©m faz telhados com uma ou duas inclina√ß√Ķes, mas pare nas combina√ß√Ķes mostradas abaixo. Mas aqui j√° √© uma quest√£o de gosto e escolha de todos, por isso n√£o faz muito sentido dar conselhos nesta fase..

Depois de decidir a forma do telhado, voc√™ precisa decidir que material ser√° usado como revestimento no futuro telhado, uma vez que o peso do revestimento selecionado afeta os c√°lculos no desenvolvimento e projeto do sistema de vigas. Por exemplo, o peso das telhas flex√≠veis ou ondulina √© 5-7 vezes menor que o peso das telhas de cer√Ęmica ou areia-cimento. Consequentemente, o design do pr√≥prio sistema ser√° diferente ao usar certos materiais. Esta √© talvez a parte mais cr√≠tica do trabalho de c√°lculo no projeto do telhado. Eu ofere√ßo conselhos universais para todos os tipos de telhados.

Sistema Rafter

Ao projetar um sistema de vigas, √© necess√°rio levar em considera√ß√£o o fato de que a maioria das marcas de isolamento para telhados s√£o fornecidas ao nosso mercado com uma largura de corte real de 60 cm ou 120 cm. Portanto, √© aconselh√°vel dar o degrau das pernas de caibro com esse intervalo. No futuro, voc√™ pode economizar muito eliminando o custo de aparar e ajustar o isolamento que se encaixa entre as vigas. A margem de seguran√ßa necess√°ria das vigas √© calculada e selecionada de maneira ideal pela se√ß√£o da pr√≥pria perna da viga. Ao calcular a margem de seguran√ßa da madeira, leve em considera√ß√£o as seguintes nuances: certifique-se de perguntar ao ordenar em que esta√ß√£o fica a floresta (a floresta de inverno √© mais forte que o ver√£o), e n√£o √© de pouca import√Ęncia se a resina descendeu da madeira, porque isso afeta a durabilidade do futuro telhado. A resina com a qual toda a madeira √© impregnada √© um anti-s√©ptico natural.

Sistema Rafter
O projeto de um sistema de vigas que combina quase todas as formas de telhados, a base do qual é uma forma de meio quadril.

Tamb√©m vale a pena considerar que na jun√ß√£o das vigas, nomeadamente nas bordas e vales (as juntas dos planos das coberturas), √© necess√°rio utilizar vigas com uma sec√ß√£o transversal maior, uma vez que a carga nestes locais se resume a todas as vigas de jun√ß√£o. Uma aten√ß√£o especial deve ser dada √†s vigas do vale, tendo em vista que esses locais s√£o considerados os mais “problem√°ticos” na cobertura, tanto em termos de carga e poss√≠veis vazamentos. Eu recomendo nesses locais o uso de vigas com largura 30-50% mais grossas e (ou) mais largas do que o design padr√£o.

Mauerlat

As vigas que ficam diretamente nas paredes e nas quais as vigas repousam são chamadas de Mauerlat. A sequência de sua colocação é a seguinte.

Mauerlat
Antes de colocar o Mauerlat, é necessário preencher a cinta monolítica, tendo previamente inserido os pregos com um degrau não superior a 120 cm.

Para come√ßar, deve-se lan√ßar uma cinta monol√≠tica em todo o per√≠metro de todas as paredes, nas quais devem ser concretadas vigas (√© prefer√≠vel faz√™-lo de forma a evitar custos adicionais de m√£o de obra na instala√ß√£o de √Ęncoras em concreto endurecido). Escolha pinos com um di√Ęmetro m√≠nimo de 10 mm. Neste caso, √© necess√°rio utilizar pinos de a√ßo galvanizado, pois este material n√£o sofre corros√£o. Instale-os com um degrau duas vezes menor que o degrau das vigas, mas no m√≠nimo a cada 120 cm. No c√°lculo, √© necess√°rio levar em considera√ß√£o que os pinos ficam entre as vigas, caso contr√°rio, dificultar√£o muito a sua atraca√ß√£o com o Mauerlat. Em seguida, um material de cobertura blindado √© colocado na correia em duas camadas (√© permitido o uso de material de constru√ß√£o como “TechnoNIKOL”). Isso proporcionar√° impermeabiliza√ß√£o entre a madeira e o concreto. Antes do assentamento, s√£o feitos furos nas barras na dist√Ęncia dos pinos. Para isso, a madeira √© preliminarmente colocada na parede ao longo das vigas e marcados os locais dos futuros furos. Depois disso, o Mauerlat √© empurrado para as travas, que devem se projetar pelo menos 2-3 cm acima da barra ap√≥s a coloca√ß√£o. Em seguida, as arruelas s√£o colocadas sequencialmente e as porcas s√£o fixadas. Durante a instala√ß√£o, √© necess√°rio usar arruelas refor√ßadas (ou seja, de grande di√Ęmetro) para evitar empurrar a madeira ao apertar as porcas. Ambas as porcas e arruelas devem ser de a√ßo galvanizado.

Instalação do sistema de viga

Existem alguns métodos para conectar vigas com um Mauerlat, mas não há necessidade de me alongar em cada um deles, pois recomendo usar o seguinte (devido à sua simplicidade e confiabilidade com custos mínimos de mão de obra).

Na perna da viga, um entalhe √© feito a uma profundidade de 20-25% da largura da viga (com uma largura padr√£o de 150 mm, o entalhe √© feito a uma profundidade de 3-4 cm). Al√©m disso, com a ajuda de um suporte feito de a√ßo galvanizado e parafusos auto-roscantes, a viga √© fixada na dire√ß√£o transversal (assim, o poss√≠vel movimento ao longo do Mauerlat √© eliminado). Primeiro, o suporte √© aparafusado em 3-4 parafusos na viga (depois de deixar uma pequena folga de 3-4 mm entre a outra extremidade do suporte e o Mauerlat) e, em seguida, a viga √© finalmente fixada aparafusando os parafusos no Mauerlat. Na fase final, a viga √© atra√≠da para o Mauerlat por um suporte. O grampo √© inicialmente cravado na viga, na qual o orif√≠cio √© pr√©-perfurado com uma broca que √© 2-3 mm menor do di√Ęmetro do grampo (isso √© feito para evitar rachaduras na madeira). E ent√£o, sob uma ligeira inclina√ß√£o, a bra√ßadeira √© empurrada para o Mauerlat, puxando a viga. O suporte e o suporte devem estar em lados opostos de uma perna da viga. Os grampos s√£o geralmente usados ‚Äč‚Äčcom um di√Ęmetro de 8 a 10 mm. Com uma determinada espessura, o fator de seguran√ßa √© suficiente mesmo com uma margem.

Os pregos s√£o usados ‚Äč‚Äčnos locais onde as vigas est√£o conectadas umas √†s outras. Para facilitar a instala√ß√£o, √© prefer√≠vel usar travessas com di√Ęmetro de 8 mm, mas esse di√Ęmetro √© permitido em telhados com cobertura leve (telhas flex√≠veis, ondulin, telhas met√°licas). Em coberturas com elevada carga est√°tica (telhas cer√Ęmicas ou cimento-areia), n√£o √© permitida a utiliza√ß√£o de vigas deste di√Ęmetro (no caso em que o comprimento das vigas seja superior a 6 m).

As vigas s√£o conectadas da seguinte maneira. Primeiro, dois orif√≠cios de passagem s√£o feitos em pares em todas as vigas conectadas. Em seguida, os prisioneiros s√£o inseridos, arruelas refor√ßadas s√£o colocadas neles e as porcas s√£o fixadas sucessivamente. O uso deste m√©todo exclui posteriormente, quando a madeira seca, o “caminhar” das vigas ao longo de seu eixo..

Instalação do sistema de viga
Ao conectar as vigas entre si, você deve usar os pregos. A seção transversal da costela ou caibro do vale deve ser 30-40% maior.

H√° situa√ß√Ķes em que o comprimento da viga n√£o √© suficiente, ent√£o voc√™ tem que aumentar. Neste caso, a sobreposi√ß√£o das vigas deve ser de pelo menos um metro. Fa√ßa 4 furos, aos pares, o mais pr√≥ximo poss√≠vel das bordas das vigas a serem conectadas, e prenda com pinos, como na descri√ß√£o anterior. √Č melhor montar essa estrutura no solo para evitar vigas ca√≠das..

Instalação do sistema de viga
Para uma conex√£o confi√°vel das vigas com a viga de cumeeira, √© necess√°rio usar suportes que “assentam” em parafusos autoatarraxantes.

Nas juntas das vigas na cumeeira, tamb√©m √© necess√°rio prend√™-las entre si com pinos, utilizando para isso um trilho adicional. O desenho resultante ser√° semelhante √† letra “A”. Para simplificar a instala√ß√£o de vigas em uma crista, uma viga de crista √© mais frequentemente usada (uma barra – na qual todas as vigas na √°rea do cume repousam). Nesses locais, s√£o usados ‚Äč‚Äčsuportes que prendem as vigas √† viga do cume.

Instalação do sistema de viga
Ao colocar um trecho de cumeeira, é conveniente usar suportes, nos quais as ranhuras são cortadas para caber no tamanho da própria barra.

Se o comprimento das vigas for superior a 6 metros, √© necess√°rio tomar medidas adicionais para evitar a flacidez das vigas por influ√™ncia da gravidade, tanto do telhado como da cobertura de neve (no inverno). Existem duas maneiras principais de evitar esse problema. A primeira √© a cria√ß√£o de uma estrutura de “viga intermedi√°ria”, que prev√™ a localiza√ß√£o da viga de suporte, que se encontra em todas as vigas e √© uma esp√©cie de suporte e suporte para elas. E o segundo √© o dispositivo de escoras ou travessas, que posteriormente ser√° a base para o teto do piso do s√≥t√£o. Vale a pena escolher em cada caso a melhor op√ß√£o, com base nas caracter√≠sticas t√©cnicas da sua cobertura. Mas √© mais pr√°tico, do ponto de vista de minimiza√ß√£o de custos, o segundo m√©todo, j√° que na forma de vigas pode-se usar a mesma madeira que foi usada para fazer as vigas. Como resultado, voc√™ ter√° uma base pronta para o futuro teto. Al√©m disso, mecanicamente falando, a resist√™ncia √† compress√£o da madeira (no segundo caso) √© muito maior do que a resist√™ncia √† flex√£o (no primeiro). A se√ß√£o transversal da madeira, que deveria ser usada na primeira vers√£o, deveria ser uma ordem de grandeza maior. Este valor aumenta quadraticamente com o aumento da dist√Ęncia entre os pontos de apoio do meio termo. Por outro lado, existem situa√ß√Ķes em que √© simplesmente tecnicamente imposs√≠vel utilizar o segundo m√©todo, sendo necess√°rio considerar e analisar cada momento espec√≠fico separadamente. A possibilidade ideal de usar o segundo m√©todo √© ter uma parede de suporte no centro da casa..

Todos os jumpers e bra√ßadeiras, neste caso, tamb√©m s√£o conectados √†s vigas em pares com pinos com um di√Ęmetro de pelo menos 10 mm.

Biossegurança de fogo

√Č importante considerar a quest√£o da prote√ß√£o contra inc√™ndio biol√≥gico. De acordo com SNiPs modernos, a prote√ß√£o contra inc√™ndio √© obrigat√≥ria em qualquer telhado de uma resid√™ncia. Voc√™ pode fazer de duas maneiras: ligue para um servi√ßo que lide com esse tipo de atividade ou fa√ßa tudo sozinho. A primeira op√ß√£o √© a mais simples, mas tamb√©m a menos pr√°tica. J√° o tratamento do telhado ocorre quando ele est√° totalmente montado, eliminando assim a possibilidade de processamento de √°reas problem√°ticas nas juntas dos elementos. Portanto, √© melhor realiz√°-lo por conta pr√≥pria, pois o processo em si pode ser monitorado diretamente e, como deveria, perder tudo.

Atualmente, existem muitas impregna√ß√Ķes e revestimentos, que podem ser selecionados por consultores de PDV experientes. Eu gostaria de me deter diretamente no processamento em si. Para isso, √© melhor se munir de um pincel comum e de prote√ß√£o respirat√≥ria e visual (respirador e √≥culos especiais). Quem fala sobre a comodidade do uso de pistolas, n√£o preste aten√ß√£o ao fato de que, supostamente, o consumo de impregna√ß√£o √© reduzido e o trabalho √© feito mais r√°pido. √Č melhor borrar e saturar tudo com pincel, pois a profundidade de penetra√ß√£o do produto √© de grande import√Ęncia, e n√£o sua aplica√ß√£o na superf√≠cie. Ao usar um spray, a composi√ß√£o penetrar√° superficialmente. √Č aconselh√°vel escovar todas as superf√≠cies duas vezes, assim o resultado ser√° uma prote√ß√£o dur√°vel. Ap√≥s a aplica√ß√£o, o agente deve secar completamente antes da instala√ß√£o..

Bio-proteção contra fogo do telhado
Depois de concluída a instalação do sistema de vigas, é necessário cortar todas as vigas ao nível dos beirais.

Antes de pregar o ripado e o contra-ripado, vale a pena cortar as vigas ao longo da linha da futura cornija. √Č melhor alongar um pouco mais o beiral do beiral por v√°rios motivos: em primeiro lugar, melhora o aspecto est√©tico da casa e, em segundo lugar, exclui a poss√≠vel eros√£o da funda√ß√£o por precipita√ß√Ķes que fluem do telhado. Parar√° racionalmente em um comprimento entre 70-90 cm.

Tendo seguido todas as recomenda√ß√Ķes acima, o telhado n√£o apresentar√° surpresas desagrad√°veis ‚Äč‚Äče durar√° muitos anos, e tamb√©m economizar√° seu dinheiro em trabalhos de instala√ß√£o e materiais.

Avalie este artigo
( Ainda sem avalia√ß√Ķes )
Adicione coment√°rios

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: