Base do telhado de rolo

As funda√ß√Ķes para telhados feitos de materiais rolantes devem ser executadas com especial cuidado. Eles podem ser de madeira, de lajes de concreto armado monol√≠tico ou pr√©-fabricado de suporte de carga, ou na forma de uma mesa de cimento-areia ou concreto asf√°ltico em uma base de concreto armado irregular ou isolamento.

A base de madeira est√° disposta na forma de dois pisos de madeira: o piso inferior, denominado piso de trabalho, √© constitu√≠do por t√°buas de 22 mm de espessura, colocadas ao longo das estruturas de suporte do telhado a uma dist√Ęncia n√£o superior a 30 cm uma da outra; o tabuleiro superior, denominado cont√≠nuo, √© constitu√≠do por placas antiss√©pticas de 20×50 mm, pregadas ao tabuleiro de trabalho em √Ęngulo de 45 ¬į. A base n√£o deve ter ranhuras e orif√≠cios de n√≥s ca√≠dos, bem como quedas e sali√™ncias. O piso de madeira √© coberto com m√°stique de betume (Fig. 1).

Base do telhado de rolo

Figura: 1. Instalação de uma cobertura rolante em torneamento de tábuas maciças: 1 Рpavimento de trabalho; 2 Рpiso de proteção; 3 Рmaterial de cobertura nua; 4 Рmaterial de cobertura; 5 Рmástique; 6 Рaço para telhados; 7 Рtira de material de cobertura.

Role a cobertura em uma mesa de cimento e areia. Como base para um revestimento de rolo, uma argamassa √© usada a partir de uma argamassa de cimento-areia de um grau de pelo menos 50, uma composi√ß√£o de 1: 2 ou 1: 3 em peso com a introdu√ß√£o de aditivos anticongelantes – pot√°ssio (cloreto de c√°lcio) ou sais de carbonato de s√≥dio em uma quantidade de 10 … 15% por peso de cimento, bem como de concreto asf√°ltico arenoso n√£o fundido, cuja resist√™ncia √† compress√£o n√£o deve ser inferior a 0,8 MPa. A espessura das betonilhas no assentamento em bet√£o √© de 10 … 15 mm, em lajes monol√≠ticas r√≠gidas – 15 … 25 mm, no isolamento em massa – 25 … 30 mm. Se o concreto asf√°ltico for colocado sobre um material de isolamento solto, ele se deposita ou racha junto com o tapete enrolado. O concreto asf√°ltico √© utilizado para betonilha apenas em planos inclinados. Betonilhas em superf√≠cies verticais e √≠ngremes, como parapeitos ou paredes auxiliares, s√£o feitas de argamassas de cimento-areia ou ladrilhos de concreto. Na instala√ß√£o de betonilhas de argamassa de cimento-areia, a cada 6 m sobram juntas termorretr√°cteis, limitando a pr√≥pria betonilha e tendo a forma de quadrados com lados de 4×4 m. Para formar juntas termorretr√°cteis na instala√ß√£o da betonilha, s√£o colocadas ripas de madeira com uma espessura de 10 mm, que s√£o removidas, e as costuras s√£o seladas com m√°stique de cobertura e seladas com uma tira de material de rolo.

A superf√≠cie da base √© nivelada, todos os buracos e cavidades s√£o selados com prim√°rios betuminosos a frio. Uma solu√ß√£o de betume VN-70/30 em um solvente de evapora√ß√£o lenta – querosene ou √≥leo diesel na propor√ß√£o de 1: (2 … 3) √© usada como um primer. Uma solu√ß√£o de betonilha rec√©m-colocada √© impregnada com betume at√© uma profundidade de pelo menos 3 mm, e uma pel√≠cula se forma na superf√≠cie da betonilha, evitando a evapora√ß√£o da √°gua da solu√ß√£o. O tempo de secagem do primer em betonilhas endurecidas √© de 12 horas, em betonilhas rec√©m-colocadas – pelo menos 48 horas Antes da aplica√ß√£o do primer, a base √© limpa de detritos e poeira. A base √© preparada por pulveriza√ß√£o com uma composi√ß√£o de solo frio. A primeira camada √© colocada em uma superf√≠cie completamente seca. A prepara√ß√£o √© realizada em tiras de 3 … 4 m de largura.

A argamassa de cimento-areia é montada com a aplicação de uma argamassa de cimento-areia com largura de faixa de até 2 m. A superfície da argamassa aplicada é nivelada com uma régua ou espátula (Fig. 2). A próxima tira de argamassa de cimento e areia é colocada após a pega anterior. Antes de realizar a betonilha, é necessário completar o dispositivo de todos os parapeitos, ventilação e outros poços, saídas para o telhado.

Base do telhado de rolo

Figura: 2. Dispositivo de mesa ao longo dos trilhos do farol: a Рnivelamento da argamassa cimento-areia; b Рregra; 1 Рgrade do farol; 2 Рuma nova faixa de betonilha; 3 Рregra; 4 Рcaixa com solução; 5 Рmesa acabada; 6 Рfaixas intermediárias preenchidas com argamassa após a retirada dos trilhos do farol.

Nos locais onde a betonilha est√° adjacente √†s partes do edif√≠cio que se projetam acima do telhado e nas curvas da base do telhado, os lados inclinados de transi√ß√£o s√£o feitos com 150 mm de largura em um √Ęngulo de 45 ¬į, arredondando-os para melhor colagem do tapete enrolado (Fig. 3, 4). Antes de iniciar o trabalho na √°rea da mesa, s√£o instaladas cercas de invent√°rio nas encostas das coberturas. As placas s√£o pregadas ao longo das sali√™ncias.

Base do telhado de rolo

Figura: 3. Disposição de telhados contíguos feitos de materiais laminados: a Рconfinando o telhado às paredes; b Рo mesmo, telhado plano ao parapeito; 1 Рtapete impermeabilizante enrolado; 2 Рmesa; 3 Рcamadas adicionais de carpete; 4 Рtábua de argamassa ou concreto; 5 Рcortiça de madeira; 6 Рargamassa de cimento-areia; 7 Рbraçadeira vertical; 8 Рavental de proteção; 9 Рcamada protetora de cascalho.

Base do telhado de rolo

Figura: 4. A intersec√ß√£o do telhado combinado com um rack aut√īnomo: 1 – painel de rolamento; 2 – enrolar carpete impermeabilizante; 3 – rejuntamento; 4 – camada perme√°vel ao vapor; 5 – rack; 6 – avental de metal; 7 – bra√ßadeira vertical.

Avalie este artigo
( Ainda sem avalia√ß√Ķes )
Adicione coment√°rios

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: