Cultivo de espargos: características de plantio, cuidado e uso

Cultivo de espargos: características do plantio, cuidado

Vamos esclarecer que este tipo de aspargo é geralmente cultivado como Asparagus officinalis. Isso é espargos medicinais, espargos, ou melhor, suas variedades cultivadas, porque essa planta pode ser silvestre. Os especialistas aconselham a escolha de variedades de aspargos para cultivo como produto alimentar, como Dutch Green, Snow Head, Slava Braunschweig e Arzhantelskaya.

Deve-se ter um cuidado especial na hora de escolher um local para o plantio de espargos, pois é uma planta perene e ficará no local por 10 a 20 anos, todo esse tempo deliciando-o com a colheita. É necessário um local bem iluminado, de preferência na parte sul do local, ao abrigo do vento.

O aspargo adora solo fértil, mas cresce bem em solos franco-arenosos. Antes de plantar aspargos, é aconselhável fertilizar o solo com húmus, superfosfato, composto de turfa e cinza de madeira. É melhor cavar um terreno para os aspargos no outono, fundo o suficiente, e na primavera, antes de plantar.

Cultivo de espargos: características do plantio, cuidado

Os especialistas não recomendam o cultivo de aspargos a partir de sementes. As sementes retêm sua capacidade de germinação por apenas um ano, então essa tentativa provavelmente não terá sucesso. Mas se, mesmo assim, você decidir fazer esse tipo de experiência, germine as sementes de aspargos em condições ambientais, depois de mergulhar as sementes por quatro dias e trocar a água duas vezes por dia. Elas germinam por muito tempo, podem ser plantadas até no inverno. Na primeira fase, os rebentos são muito pequenos, terão de ser sacados regularmente.

A profundidade do plantio das sementes é de dois centímetros, não mais. A distância entre as plantas deve ser de cerca de seis centímetros. Só no mês de junho será possível transplantar as mudas para o local definitivo do local, porque os espargos jovens têm medo das geadas da primavera.

Cultivo de espargos: características do plantio, cuidado

É mais conveniente propagar os espargos por rizomas, escolhendo os mais carnudos e fortes e dividindo-os em várias partes. Para os rizomas, é cavada uma trincheira de até 30 cm de profundidade, na qual os brotos são plantados a uma distância de cerca de 30 cm. É melhor deixar um vão de pelo menos meio metro entre as trincheiras, porque os aspargos vão crescer. O plantio de rizomas ocorre no início da primavera ou no outono, no inverno. Se você escolheu a última opção, então um monte deve ser formado sobre o rizoma dos aspargos para protegê-lo do frio do inverno. É ainda mais seguro cobrir a planta com húmus ou uma camada de turfa.

Cultivo de espargos: características do plantio, cuidado

Ao longo do verão, o canteiro de aspargos terá que ser regado e afrouxado regularmente. Enfatizamos – você experimentará sua primeira safra de aspargos apenas no terceiro ano! Seja paciente, os brotos do segundo ano ainda não têm o tamanho necessário, não acumularam as vitaminas inerentes.

No terceiro ano, a colheita pode ser iniciada no início de maio ou mesmo em meados de abril se o inverno for quente. Na Europa, acredita-se que os aspargos estão maduros se seus brotos atingiram uma altura de 20 cm e o diâmetro – 1,6-2 cm. Corte os aspargos a uma altura de dois centímetros da raiz, e é melhor fazer isso à noite ou de manhã cedo.

Cultivo de espargos: características do plantio, cuidado

Alguns especialistas acreditam que todos os brotos devem ser cortados, isso vai estimular o crescimento de novos brotos. Porém, outros discordam deles e aconselham deixar alguns brotos jovens para que a planta não morra e continue a se desenvolver ativamente. Dependendo da variedade selecionada, os aspargos podem ser verdes, brancos, lilases. Todas essas espécies têm gosto próprio, mas são igualmente úteis..

Após o corte da colheita, deve-se nivelar o canteiro, preencher os buracos formados, polvilhar com húmus e compactar um pouco. É aconselhável aplicar fertilizantes para que a nova safra seja maior e a planta apresente crescimento ativo.

Cultivo de espargos: características do plantio, cuidado

O aspargo é uma planta dióica. Nos rebentos femininos, aparecem essas bagas vermelhas, que não podem ser comidas. Mas ficam muito bonitos em buquês e mantêm um aspecto atraente por muito tempo, pois servem como decoração do local e são apreciados pelos floristas.

Cultivo de espargos: características do plantio, cuidado

O solo acima da planta ajudará a entender que a safra de aspargos está madura. Se ele se levantou e começou a rachar, é hora de começar a limpar. É muito importante colher na hora certa, porque as plantas crescidas perdem o sabor, escurecem e suas cabeças simplesmente desintegram.

Cultivo de espargos: características do plantio, cuidado

O melhor é comer aspargos frescos. É perfeito como acompanhamento para carnes e peixes. Os brotos dos espargos podem ser cozidos, escaldados, marinados, fritos. Os rebentos distinguem-se normalmente pelo sabor delicado das ervilhas verdes jovens. Os espargos contêm um grande número de vitaminas benéficas, incluindo B1 e B2, PP, C, pró-vitamina A. Tops de espargos são considerados mais adequados para quem está de dieta.

Cultivo de espargos: características do plantio, cuidado

Em um local escuro na prateleira inferior da geladeira, os aspargos frescos podem ser armazenados por até três meses. Além disso, a safra colhida pode ser guardada no porão, em uma caixa, previamente borrifada com areia. Os espargos são bem armazenados e congelados, e enrolados em potes retêm perfeitamente o seu sabor durante o inverno..

Avalie este artigo
( Ainda sem avaliações )
Adicione comentários

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!:

Cultivo de espargos: características de plantio, cuidado e uso
Pepino do mar – o que é e como fica, tipos e propriedades úteis, receitas para cozinhar pratos com fotos